domingo, 8 de janeiro de 2017

06- Crime perfeito (pedras no caminho)


Para Rosa a vida acabou sem ao menos ela saber o motivo. Cassiano arrastou-a para a cozinha, colocou-a em frente ao fogão com a porta do forno aberta e ligou o gás. Ele tinha calculado o tempo do clorofórmio. Saiu dali, voltou para sua antiga casa, pegou o carro e foi embora. Não encontrou ninguém pelas ruas. Quando os filhos acordaram de manhã não conseguiram entrar na cozinha. O cheiro de gás ainda era forte. Eles saíram e foram bater na porta do vizinho mais próximo.

- O que vocês querem a essa hora, crianças?
- Acordamos e não vimos a nossa mãe. Tem um cheiro muito forte saindo da cozinha.

O vizinho acompanhou as crianças e como não conseguiu entrar por causa do cheiro, ligou para o hospital. Quando a ambulância chegou, Rosa estava morta a algumas horas. Por sorte as crianças não foram afetadas, porque dormiam com a janela aberta. Havia grade de proteção e o quarto era bem afastado da cozinha.


A polícia foi notificada e chegou à conclusão de que a Rosa se suicidara. A casa não fora arrombada e não tinha vestígios de outra pessoa no local. O escritor não deixou marcas, protegera o calçado. A porta estava destrancada, porém, ela poderia ter saído para fazer alguma coisa e na volta ter esquecido de passar a chave.


As crianças foram acolhidas por uma vizinha até que os parentes fossem avisados. Era final de ano e o delegado achou melhor arquivar o caso. Segundo a opinião de alguns vizinhos, Rosa andava esquisita e estava passando por dificuldades para criar, sozinha, os filhos. Mas, por que ela escolheu justo aquela data para cometer o suicídio?


Na data marcada, Josias chegou à pequena cidade e foi ao local combinado para se encontrar com a Rosa. Cansado de esperá-la ele perguntou ao garçom se a conhecia. Ficou terrivelmente chocado com a notícia da sua morte. Saiu dali, foi à imobiliária e demonstrou o desejo de comprar a casa do escritor.


Durante a visita ao imóvel constatou que todas as obras de arte da Belinda continuavam lá, no seu ateliê. Ficou espantado ao ver todas aquelas peças ali. O que teria levado a artista a abandoná-las?  Nas visitas que fizera ao casal, reparara que a Belinda tinha um carinho especial pelas obras. Uma vez por ano ela escolhia as melhores peças e as enviava para uma exposição numa galeria da capital.


Pensou em telefonar para o Cassiano, mas achou melhor continuar agindo por conta própria. Resolveu ficar hospedado numa pensão para saber mais detalhes sobre a faxineira. Por que ela tinha que se suicidar, depois de terem marcado um encontro? Após as festas do final do ano ele iria à polícia e falaria sobre o e-mail que recebera dela. Por enquanto, apenas observaria as coisas, procuraria saber mais sobre a Rosa.


Conversando com um e outro pelo bairro ficou sabendo detalhes da vida do Cassiano e da Belinda que desconhecia. Como por exemplo, que o casal era considerado estranho por muita gente. Apenas a Belinda saía de casa para fazer compras ou levar algo ao correio. Cassiano era visto pelo carteiro e pela faxineira. Um homem sem amigos que só se comunicava através de seus livros. Tinha contato apenas com o pessoal da editora.


Josias descobriu que Rosa era uma mulher trabalhadeira, que dava duro para criar os filhos e apesar das dificuldades nunca reclamou da vida. Tinha uma faxina marcada para o dia seguinte a sua morte e para os dias subsequentes. O motivo dela estar esquisita, aos olhos de algumas pessoas, era a curiosidade sobre a ex patroa. O dono da banca de revistas contou para o Josias que desde o dia em que ela viu a foto do escritor com uma nova mulher que ficou querendo saber notícias sobre a Belinda. Chegou a trocar algumas ideias com ele depois de comprar a revista.


- Várias vezes ela repetiu que estava lá quando o ex patrão foi embora e ele sequer olhou para trás, como se tivesse com pressa de abandonar aquela casa. - Disse o dono da banca.

- O senhor chegou a conversar com ela outras vezes? - Perguntou o Josias.
- Sim, ela passou no dia seguinte e comentou que tentou encontrar o escritor nas redes sociais e que havia conseguido o e-mail do agente dele. 
- Cassiano não é homem de ter contas em redes sociais. Acredito que o e-mail dele só eu e algumas pessoas ligadas à editora temos conhecimento.
- Depois desse dia, ela não apareceu mais.
- Agradeço pelas informações, se lembrar de mais alguma coisa, é só me procurar na pensão da dona Nair.
- Combinado.

Ligar para Cassiano estava fora de cogitação. Era melhor continuar agindo por conta própria e tentar descobrir onde estava a Belinda. Talvez encontrasse ali alguém que tivesse tido contato com ela. Quem sabe, uma amiga?


Para Cassiano, matar estava tornando-se um hábito. Seu lado mau aflorara de tal maneira que ele se sentia admirado. De uma hora para outra, aquele homem que passou anos dedicando-se à escrita, envolvido num mundo fictício, transformou-se num assassino. Parecia tão fácil se desfazer de uma pessoa. Nos seus pesadelos ele via sua esposa, os pais da Suzana e agora a Rosa.


Porém, no dia seguinte, os pesadelos ficaram esquecidos e ele voltara a se concentrar no projeto de um novo livro. Havia pensado em ficar um tempo sem escrever para curtir a vida, mas como a Suzana tinha seu trabalho, ele precisava ocupar seu tempo de alguma forma. Aos poucos ele dominaria completamente sua nova companheira, era só ter paciência.


Quanto ao agente, Cassiano cogitou a ideia de dar um jeito nele, se ele insistisse em saber notícias sobre a Belinda. De repente, lembrou do telefonema dele falando sobre o e-mail da faxineira. Não precisava de ninguém fuçando a sua vida.  Ligou para ele e convidou-o para o réveillon.


- Vou pegá-lo no aeroporto, quero que você conheça minha nova casa e dê seu parecer no meu novo projeto.

- Estou de férias, amigo, curtindo a natureza no interior. Me hospedei numa pensão e estou de olho na dona. 
- Traga-a com você, ela vai gostar do passeio. Será meu presente para vocês.
- Duvido que ela aceite o convite. Os filhos estarão aqui nesse dia.
- Mais um motivo para você vir para cá. Com os filhos em casa ela não vai notar a sua ausência.

Quando queria, Cassiano era bem convincente. Josias acabou aceitando o convite. Estava curioso para conhecer a casa nova do escritor e queria conversar com a Suzana. Pretendia descobrir algumas coisas nesse encontro. Mal sabia ele que a sua cama estava feita, como diz o ditado popular.


No dia combinado com o agente, Cassiano colocou um sonífero no chá da Suzana, deixou-a dormindo e foi ao aeroporto. O voo aterrissou às 21 horas e Cassiano estava lá esperando pelo Josias. Naquele momento, o aeroporto estava lotado e naquele vai e vem, ninguém reparou nele.


- Como está a Suzana? - Perguntou o Josias.

- Ela está nos esperando.
- Então, enfim vou conhecer sua nova casa.
- Na verdade estou morando com a Suzana, a casa é dela.
- E aí, conseguiu entrar em contato com sua ex para desejar um feliz ano novo?
- E por que eu iria querer falar com ela? O que passou, passou. 
- Muitos casais continuam amigos depois que se separam. - Insistiu o agente.
- Pode ter certeza que não era o nosso caso. - Cassiano estava perdendo a paciência com aquela conversa.

Chegaram à casa da cidade, que havia ficado fechada. Nenhum vizinho notou quando o carro entrou na garagem porque, os poucos que haviam na redondeza, estavam viajando. Nessa época do ano eles passavam uma temporada na praia. Cassiano estava bem informado.


A curiosidade da Rosa fez com que ela perdesse a vida. E o Josias, terá saída?


Acompanhe toda a história acessando os links abaixo:


 http://contosdacabana.blogspot.com.br/…/11/crime-perfeito.h…

 http://contosdacabana.blogspot.com.br/…/crime-perfeito-reco…

 http://contosdacabana.blogspot.com.br/…/crime-perfeito-pesa…

http://contosdacabana.blogspot.com.br/…/crime-perfeito-novo…


http://contosdacabana.blogspot.com.br/…/crime-perfeito-duvi…


Obrigada pela visita! Seu comentário é muito valioso para mim!!


Abraços carinhosos,

Cidália.

40 comentários:

  1. O número de vítimas do serial killer só aumenta. O Josias é muito lerdo! Já viu que há muita coisa sinistra acontecendo à volta do Cassiano e mesmo assim, aceita o convite dele?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, o Josias deu bobeira!!

      Obrigada pelo comentário, Vera, beijos! ❤

      Excluir
  2. Coitado do Josias , mm al sabe ele que seu fim está muito próximo , ele devia ter avisado alguém que ia pra casa do Cassiano , mais um crime que esse assassino vai cometer ,to adorando esse suspense .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que ele não deixou nenhuma pista, Cleuza? Aguarde...

      Obrigada pelo comentário, beijos❤

      Excluir
  3. Não gosto de histórias assim e achei bem tenso e triste.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela sinceridade e pelo comentário!

      Beijos❤

      Excluir
  4. Olá,
    Não conhecia sua história, vou ler os outros capítulos fiquei curiosa. Que tenso. Mas já não tô gostando do Josias, o comentário da Vera me indicou que vou me estressa com a lerdeza dele. rsrsrsrs

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Oba, que bom! Ele confiou na amizade dos dois.

      Obrigada pelo comentário!!
      Beijos.

      Excluir
  5. Olá!! :)

    Eu gostei de ler ainda que não seja propriamente o meu tipo de historia/texto... Mas parabéns para ti!!

    Bem, achei algo forte e tristonho, vamos ver o que espera!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Oi oi,
    Eu fiquei um pouco atônita com o texto. É a primeira vez que leio a história, e me senti um pouco perdida. Acho que tenho que começar a ler do início para saber mais sobre os personagens e a sobre a história.
    Mas tirando tudo isso, eu gostei. Fiquei realmente envolvida com a trama...

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!!
      Entendi, que bom que você gostou!
      Obrigada pelo comentário!!

      Beijos.

      Excluir
  7. Que bacana suas histórias! A gente fica presa no enredo do conto! Gostei, vou ler os outros para me situar mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você tenha gostado!
      Oba, que maravilha!!

      Obrigada pelo comentário!
      Beijos.

      Excluir
  8. Olá Cidália, tudo bem?

    Acabei ficando meio perdida na história, e só no final descobri que haviam outras partes, rs. Então vou ler as demais para entender tudo direitinho.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pamela, tudo bem!

      Entendi, estou postando em capítulos.
      Ok, obrigada pelo comentário!

      Beijos.

      Excluir
  9. Olá!
    O Josias deu bobeira, hein? No lugar dele não sei o que faria, mas acho que nao isso.
    Gostei da aura de mistério que tem o texto.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Pois é, ele acabou confiando no amigo!
      Oba, que bom que você gostou!!

      Obrigada, beijos.

      Excluir
  10. Olá!

    Ainda não conhecia o blog nem suas histórias. Tem alguma ordem para eu poder começar a leitura ou não existe ordem? Me despertou certo interesse.

    Abraços, Heitor Botti
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Heitor!

      Os links no final do texto estão na ordem de publicação desta história. Que bom, fico contente sabendo que se interessou!

      Obrigada, abraços,
      Cidália.

      Excluir
  11. Oi.

    Não tinha visto ainda essas histórias, fiquei um pouco perdida no começo. É bem interessante, mas eu preciso ler os outros para ter uma opinião melhor sobre o texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Entendi, é que estou postando em partes.

      Obrigada pelo comentário!
      Beijos.

      Excluir
  12. Olá Mistérios SA rsrsrs
    Não conhecia seu blog e achei muito bacana esse espaço para a divulgação das suas histórias , parabéns!
    Mas... A questão é... Josias vai descobrir quem matou Rosa e por quê? Que mistério louco é esse?? Só não sei se os outros links são de antes ou depois desse acontecimento, fiquei sem saber se teve algo que antecipou tais acontecimentos. Gostei bastante da história e espero que a continuação seja tão boa quanto esse fragmento. E que venha outras histórias!!! Beijos!!!
    www.facesemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Wesley!
      Obrigada, fico feliz sabendo que você gostou!
      Hummm, aguarde!!! Então, os links postados no final do texto estão na ordem de publicação, do primeiro (começando de cima para baixo) ao penúltimo, que antecede este.
      Mais uma vez, obrigada pelo interesse, beijos!

      Excluir
  13. Oi, super curti em ler a sua história mais confesso que fiquei um pouco perdida pelo fato de não ter lido os anteriores. Mais enfim, continue nesse caminho que sua escrita está ótima viu. Prometo que vou ler os anteriores para entender a história melhor.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, que boa notícia!! Entendi!
      Obrigada pelo elogio!

      Ok, valeu! Beijos.

      Excluir
  14. Oi Ci, tudo bem?
    Como sempre mais um capítulo eletrizante! rsrs
    Esse Josias eu não sei não viu...qur lerdo!! Rs
    Ansiosa pelos próximos!
    Beijos
    Lilica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lilica, tudo bem!
      Muito obrigada!!
      Pois é, coitado!
      Aguarde..

      Beijos
      Cidália

      Excluir
  15. Não conhecia seus contos! Você escreve muito bem e consegue prender o leitor com sua história de mistério - e assassinatos.

    Por ser o primeiro que leio, fiquei meio perdida com os acontecimentos e com as personagens. Assim que tiver um tempinho me inteiro mais sobre os contos anteriores para não me perder mais!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, amei seu elogio!

      Entendi e agradeço pelo interesse.
      Beijos!

      Excluir
  16. Oi Cidália, tudo bem?

    Não sabia que escrevia contos, é a primeira vez que visito seu blog e achei bem legal você publicar suas próprias criações. Você escreve muito bem, vou ler os contos anteriores pra ficar por dentro da história! ;)

    Bjs Mih!
    paradisebooksbr.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mirian, tudo bem!
      Gosto de escrever para passar o tempo.
      Oba, que bom, obrigada!

      Beijos.

      Excluir
  17. Li alguns capitulos aleatórios desses contos, e gosto do personagem Cassiano, apesar de seu lado mais obscuro apresentado. Sua história esta cada vez melhor, e espero ver o restante do enredo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, que boa notícia!
      Muito obrigada pelo incentivo!!

      Aguarde... Abraço.

      Excluir
  18. Oiee ^^
    Aiaiai, quando é que o Cassiano vai ser pego? Estou curiosa para saber o que vai acontecer com o Josias, e se finalmente resolverão os assassinatos (se descobrirem que Rosa não se matou). Espero que o Josias tome um choque (não literalmente...haha' ou poderia ser *~*) e veja o que está debaixo do seu nariz.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dryh!
      Aguarde as novidades!!
      Obrigada pelo comentário!

      Beijos.

      Excluir
  19. Oi, tudo bem?
    Eu não tinha visto esses contos e confesso que fiquei um pouco perdida, mas logo que tiver um tempo sobrando irei conferir desde a primeira, porque eu adoro um bom thriller e esse me trouxe uma ótima proposta. Adorei!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem!
      Oba, espero que goste dos outros capítulos, Kétrin!!

      Muito obrigada, beijos.

      Excluir
  20. Cidália, esse Cassiano não tem limite.Fiquei bem triste com a crueldade e a falta de empatia do personagem. Mata as pessoas como se estivesse escrevendo um livro. Estou bem chocado, mas estou adorando a história. No fim, fiquei bem tenso, já estou preocupado com a vida do Josias. Espero que ele não consiga isso.E as coisas estão virando uma bola de neve, em breve ele não vai conseguir se manter. Estou indo para o próximo capítulo. :D
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Leandro, o Cassiano perdeu a noção!!
      Fico feliz sabendo que você está gostando da história.
      Obrigada pelo comentário, abraço!

      Excluir