domingo, 30 de outubro de 2016

A Casa ao Lado (Uma nova pista)



Dona Lúcia, por sua vez, vivia às voltas do caso. Tentava obter as informações com seu conhecido, funcionário da delegacia. Se seu Joaquim era inocente e a arma encontrada em sua casa não matara o jovem, então por quê, d. Gertrudes dera a entender que escondera algo na casa dele?

A polícia continua a investigação e descobre após o depoimento do casal, Luiz e Célia, o envolvimento do Elias no tráfico de drogas. O casal conhece-o como José, porém, através do retrato falado, a verdadeira identidade dele é descoberta. A hipótese dele ser o assassino ou mandante do assassinato é levantada.

Não demora muito para descobrirem seu paradeiro. Ele é trazido de volta, dessa vez, escoltado pela polícia.
Em seu depoimento, alega que tinha viajado porque temia que seu envolvimento com o casal viesse à tona. Confessou que pensou em acabar com a vida do rival, mas não matando-o. Queria que ele se afundasse mais e mais no vício e que acabasse tendo uma overdose. Assim não sujaria suas mãos apertando o gatilho. Seu crime era o tráfico, era culpado e pagaria por isso. Sabia que seu advogado o defenderia e ele não ficaria muito tempo na penitenciária. Por mais que amasse a Eloísa não mataria por ela. Até cogitou a ideia de pagar alguém para fazer o serviço, por fim acabou desistindo. Não pretendia carregar aquela culpa. Seria melhor se Roberto acabasse com a própria vida.

O caso estava se tornando complicado. Quando a polícia pensava que tinha uma nova pista sobre o assassino, se deparava com as faltas de evidências para incriminá-lo. Ficaria esse crime sem solução como tantos outros por este mundo a fora? D. Lúcia estava desesperada. A desconfiança entre a vizinhança era assustadora. Se o assassino não era o Elias, provavelmente, era algum morador do bairro. Ela pensara na Gertrudes, depois de ter ouvido a conversa dela com o marido, porém, a arma do crime não era aquela encontrada na casa do seu Joaquim. Resolveu, então, agir novamente, por sua conta.

Numa manhã de domingo, aproveitando a tranquilidade da rua, ela levantou antes do marido e deu um jeito de entrar na casa ao lado, onde o crime aconteceu. Conseguiu arrombar a porta dos fundos. Já tinha assistido alguns filmes e aprendera os macetes. A polícia já havia revistado todos os cômodos. Por onde começaria? Será que a polícia deixara passar algum canto sem a devida revista? De repente, pensou nas crianças que dormiam tranquilamente, enquanto o crime acontecia na sala. Ela estava a par de todas as informações.
Foi olhando tudo a sua volta até que descobriu o quarto das crianças. Usando luvas como da outra vez, revirou os armários, debaixo dos colchões e a prateleira de brinquedos. E lá, no fundo de uma caixa, entre alguns joguinhos, estava uma arma parecida com aquela encontrada na casa do seu Joaquim. Certamente a polícia não procurou direito. Era o lugar menos provável da casa. As crianças estavam dormindo, quem entrou ali para esconder a arma, foi rápido e eficiente.
A arma era idêntica a outra. O que a diferenciava? Bom, ela não entendia nada de armas. Deixaria por conta da polícia. Saiu dali e foi para casa pensando no que faria. Passou o resto do dia com a cabeça nas nuvens. Ainda bem que seu marido era distraído e não percebeu seu comportamento.
No dia seguinte, pela manhã, foi ao orelhão. Ligou para seu conhecido, aquele que trabalha na delegacia e contou a ele o que tinha feito.
- Alô, tudo bem? Preciso te contar uma coisa, mas quero que ouça com atenção e não pronuncie meu nome. Ontem, acordei pensando na morte daquele rapaz e, tive a ideia de dar uma olhada no local do crime. Consegui entrar na casa e vasculhei os cômodos. Sei que a polícia já fez isso, porém, pensei que poderia ter deixado escapar algum detalhe. Pois bem, encontrei um revólver dentro de uma caixa de brinquedos no quarto das crianças. E não é de brincadeira.
- Entendi e agradeço pela informação. Não se preocupe, manterei sigilo sobre esta conversa. 

D. Lúcia sentiu-se aliviada. Certamente em breve a polícia resolveria aquele caso e a paz reinaria novamente no seu bairro e principalmente, na sua rua. Antes de voltar para casa foi dar uma caminhada pelo quarteirão, enquanto pensava na sua descoberta. A cena do crime passava pela sua mente. Imaginava o assassino saindo sorrateiramente da sala, após o tiro, e indo esconder a arma no quarto das crianças que dormiam como anjos. Em seguida ele volta para sala e ninguém percebe seus movimentos. Os convidados estão abalados, em estado de choque, com aquele corpo caído no chão. Ele age naturalmente e quando a polícia chega, atendendo a denúncia anônima, não desconfia que o criminoso está ali na sala.

Passando em frente à casa do seu Joaquim, d. Lúcia ouve um gemido e bate na porta. O vizinho, moribundo, consegue chegar à porta e assim que a abre, cai desfalecido. D. Lúcia corre e grita pelo marido que estava na área da frente, esperando por ela.

Será que d. Lúcia e o marido conseguirão salvar o pobre homem?

Aguarde o próximo capítulo para saber mais detalhes sobre a história!!
Seu comentário é muito importante para mim.

Obrigada pela visita!
Um abraço,
Cidália.
 Segue os links...
 

40 comentários:

  1. Esse suspense está esquentando cada vez mais ,quem será o assassino pensei em dona Gertrudes mais com certeza não foi ela , é melhor esperar o final tenho certeza que vou me surpreender,mais um conto maravilhoso cheio de tramas ,parabéns Cidalia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cleuza, pelo carinho de sempre!
      Sua opinião é muito importante para mim.

      Beijos ❤

      Excluir
  2. Oi Cidália, tudo bem?
    É a primeira vez que visito o seu blog e por isso precisei reler todos os capítulos anteriores pra ficar por dentro dos acontecimentos. Adorei toda a trama até agora e confesso que não faço ideia de como irá terminar ou de quem seja o culpado. Continuarei lendo pra aber como tudo termina, por isso aguardo ansiosa o próximo capítulo.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Larissa, tudo bem!
      Que bom saber que você está gostando da história!

      Obrigada, beijos!

      Excluir
  3. Ai, que aflição!! O suspense está dando um nó nas minhas idéias, mas estou adorando!! Cidália, vc está arrasando nesse seriado!! Uouuuu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Vera!
      Sua opinião é muito importante para mim.
      Beijos ❤

      Excluir
  4. Oi, Cidália!

    Primeira vez que visito o seu blog e fiquei um pouco confusa, mas salvei os capítulos anteriores para ler assim que eu tiver um tempo livre. E, pelo pouco que li até agora, parece ser uma trama bem interessante!

    Sucesso com o blog sempre!
    Beijos, Belle.
    floraliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Belle!
      Oba, fico feliz com a sua opinião!

      Muito obrigada, beijos.


      Excluir
  5. Ola eu não conhecia a história ainda, mas após ler esse pequeno pedaço fiquei curiosa e já estou iniciando a leitura do começo. Depois vou vim aqui tricotar com você. Espero que goste. beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ai que ansiedade me deu só de ler este trecho da história. Fiquei bastante curiosa, vou ter que ler os posts anteriores e acompanhar aqui para ver como vai terminar a história e quem é o assassino.
    Você escreve de maneira fluída e instigante, parabéns!
    Beijos.

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Aline!
      Você me deixou muito feliz com seu comentário!

      Obrigada, beijos.

      Excluir
  7. Estou amando este suspenso Ci!!
    Com certeza o ccasal vão salvar o homem!! Eu espero que ela não se arrepende de ter feito a ligação anônimo.
    Aguardando o próximo capítulo!😊

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Quel!

      Oba, obrigada, beijos. ❤

      Excluir
  8. Ci amiga, não aguento mais de tanta curiosidade para saber quem é o culpado afinal, esse conto está super envolvente, não vou sugerir ninguém prefiro aguardar o final.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Nossa esse suspense esta cada vez mais intrigante ain que ansidade Jesus

    ResponderExcluir
  10. Oi Ci, tudo bem? :)
    Esse suspense ta demais! Cada dia mais intrigante e nos prendendo na história!
    Aguardando os próximos capítulos.
    Beijão
    Lilica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lilica,tudo bem!
      Obrigada pelo carinho!
      Oba, beijos. ❤

      Excluir
  11. Essa coisa de a polícia deixar passar provas e uma pessoa comum encontrar é o que mais me irrita nos suspenses e histórias policiais. Mas ao mesmo tempo é o que mais dá emoção também, é aquela coisa de odeio mas amo, sabe?
    E cada pedaço está mais e mais interessante... Parabéns!!!!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lica, seu comentário me deixou muito feliz!

      Obrigada, beijos.

      Excluir
  12. E a D. Lúcia arrasando como investigadora hein...rs. Ótima história Cidália! Abraços

    ResponderExcluir
  13. Adoro suspense!
    estou curtindo bastante!!
    Parabéns!!

    #Ana

    LiteraKaos!

    ResponderExcluir
  14. D. Lúcia andou assistindo muito CSI rs.
    A história está ficando incrível e estou super curiosa com o desfecho.

    Beijinhos,
    Aline Magalhães
    Alineland

    ResponderExcluir
  15. Cidália. Assim,você me mata de ansiedade. Meu Deus, cada dia mais suspense. Nossa, estou adorando. Gente, se não foi o Elias que era o meu principal suspeito, quem pode ser? Será que a d. Gertrudes tem alguma coisa a ver com essa outra arma também? E agora para piorar as coisas temos o Joaquim em situação delicada. Olha, essa história promete. Vou ler o outro capítulo com a esperança de ver os próximos. Parabéns, Cidália, você está arrasando na história.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leandro!
      É muito bom saber que você está gostando do suspense!
      Muito obrigada!
      Abraço.

      Excluir
  16. Oie
    que legal, parece ser uma boa história, gostei do pouco que li e me causou bastante curiosidade

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. OOi!
    Mesmo não curtindo o tema/gênero, não tem como não ver que você arrasa na escrita. Parabéeens! :)

    ResponderExcluir
  18. Tenho acompanhado desde o início esse suspense policial e a cada novo capítulo somos bombardeados por novos acontecimentos e novas pistas, sendo que outras suposições vão por água abaixo. Ligadinho aqui.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Evandro!
      Fico feliz sabendo que você está acompanhando a história.

      Obrigada, abraço!

      Excluir
  19. Estou adorando o suspense Ci... aguardando o próximooo

    ResponderExcluir
  20. Eu preciso pegar um dia só para acompanhar sua historia, eu peguei alguns capitulos, pena nao conseguir acompanhar de fato, mas cada vez que leio, fico chateada por ter perdido o anterior ou anteriores...kkkkk

    Mas você está de Parabéns!!!

    Beijos

    Viviana
    *Devore um Livro ou Filme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Viviana,

      Quando conseguir ler toda a história, espero que goste!
      Obrigada, beijos.

      Excluir